Editorial

Editorial

Nº 16 - julho 2018

Ana Ferreira
Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA),
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade NOVA de Lisboa,
Avenida de Berna, 26 C, 1069-061, Lisboa, Portugal

Joana Azevedo
Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL),
Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL),
Avenida das Forças Armadas, 1649-026 Lisboa, Portugal

Dalila Cerejo
Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA),
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade NOVA de Lisboa,
Avenida de Berna, 26 C, 1069-061, Lisboa, Portugal

Este novo número da SOCIOLOGIA ON LINE apresenta um conjunto de artigos que se debruçam sobre temas críticos nas sociedades actuais mobilizando quadros teóricos e abordagens metodológicas diferenciadas. O número inicia-se com um trabalho relativo aos impactos da precariedade laboral na construção de identidades profissionais, seguindo-se, num segundo momento um artigo que discute o papel da memória na (re)construção da identidade em populações envelhecidas. O papel da sociedade civil no desenvolvimento de processos de inovação social na área da saúde e no combate ao desperdício alimentar são o enfoque dos dois últimos artigos científicos que este número apresenta.

Mais especificamente, o primeiro artigo “Vidas congeladas — Socializados para o trabalho, formados para o não emprego?” de Nuno Caetano Nora, discute o processo de construção de identidades profissionais de licenciados em ciências sociais e humanas num contexto de flexibilização e precarização do trabalho. O autor revela que as situações de precariedade laboral e não emprego amputam, pelo menos parcialmente, a construção destas identidades.

O envelhecimento é o tema do artigo de Zayanna Lopes Lindôso. Em “Percepção subjetiva de memória, identidade social e envelhecimento” a autora discute a relação que se estabelece entre o que os idosos percebem da sua memória, as suas identidades sociais e o processo de envelhecimento.

Segue-se um estudo de caso desenvolvido por Eugénia de Rosa relativo ao papel de organizações da sociedade civil durante a crise socioeconómica em Itália. O trabalho “Inovação social e organizações da sociedade civil na Itália: Estudos de caso em questões de saúde mental e deficiência” explora a centralidade dos processos de inovação social desenvolvidos por organizações na área da saúde e as dificuldades que experienciam na definição da agenda política nesta área.

O último artigo científico deste número é de autoria de Carlos de Jesus que apresenta uma reflexão sobre sociedades onde nos deparamos simultaneamente com excessos de alimentos e carência alimentar. Em “Do excesso de alimentos à carência alimentar na sociedade da abundância e do bem-estar: O contributo da sociedade civil para o combate ao desperdício alimentar” o autor debruça-se sobre a relevância das práticas da sociedade civil na redução dos resíduos alimentares.

Para finalizar, a SOCIOLOGIA ON LINE apresenta a recensão de Pedro Abrantes ao livro de Ana Caetano “Pensar na vida: Biografias e reflexividade individual”. Trata-se de um trabalho publicado em 2016 pela editora Mundos Sociais onde a autora articula um sedimentado conhecimento sociológico com a concretização de uma abordagem empírica à reflexividade individual. Partindo de histórias de vida dos entrevistados, a autora explora como a reflexividade, a saber, a capacidade de nos pensarmos no mundo, é construída, exercida e projetada no futuro.

Todos estes contributos convidam a uma leitura cuidada que gostaríamos que enriquecesse a reflexão sociológica. A equipa editorial espera continuar a contar com os vossos trabalhos e leituras.

Autores: Ana Ferreira, Joana Azevedo e Dalila Cerejo

Download
2018-11-15T20:24:44+00:00